Claddagh Ring e seu significado


Quando você aprende inglês (ou qualquer outro idioma), saber da cultura dos países onde o idioma é falado é importante. Por isso, hoje, vamos falar mais um pouco da cultura irlandesa. O Claddagh ring (anel ou aliança de Claddagh) é uma parte importante da cultura do país, uma peça quase folclórica, e também uma história de um amor que nunca morre.

300 anos atrás, Richard Joyce zarpou de Claddagh, em Galway, uma cidade de pescadores na costa oeste da Irlanda. Ele fazia parte da tripulação de um navio pesqueiro e deveria se casar com seu verdadeiro amor naquela mesma semana.

O navio foi capturado por piratas, e os tripulantes foram vendidos como escravos. Richard virou escravo de um ourives turco. Durante o tempo que passou cativo, ele nunca esqueceu seu amor, deixado para trás na Irlanda, e fez para ela o primeiro Claddagh ring (anel ou aliança de Claddagh) para pedir sua mão quando voltasse.

Após muitos anos, Richard ganhou sua liberdade e voltou para seu amor, que ainda o esperava. Então, ele mostrou o Claddagh ring para ela e pediu sua mão em casamento. Ela aceitou e eles viveram ‘happily ever after’ (felizes para sempre).

Este anel é um tradição e é muito comum ser passado de pai para filho quando o filho se casa, como manda a tradição. Isso porque é um anel cheio de significado: o ‘heart’ (coração) simboliza o amor; a ‘hand’ (mão) simboliza a amizade; a crown (coroa) simboliza a lealdade sem fim.

Se você olhar para a mão de quem usa, vai saber se a pessoa está disponível ou não. Segundo a tradição, funciona assim:

  • Anel na mão direita com a coroa para dentro: coração disponível.
  • Anel na mão direita com a coroa para fora: pessoa comprometida.
  • Anel na mão esquerda com a coroa para fora: a pessoa tem um amor sem fim por alguém e é correspondida.

E você, já usa o seu Claddagh ring?