Boom econômico e oportunidades de carreira


Considerada um país desenvolvido, a Irlanda tem o oitavo maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do mundo, além de ótimas classificações em índices que medem o grau de democracia e liberdades como a de imprensa, econômica e política. Além da União Europeia (UE), a Irlanda também é membro do Conselho da Europa, da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), da Organização Mundial do Comércio (OMC) e da Organização das Nações Unidas (ONU). Sua capital é Dublin e a população do país é estimada em 4,8 milhões de habitantes. Desde os anos 1980, a economia irlandesa deixou de ser predominantemente agrícola e transformou-se em uma economia moderna focada em indústrias de alta tecnologia e serviços. Outro setor importante é o do turismo. A região sul recebe mais de 3 milhões de visitantes por ano; e vem aumentando o número de visitantes no Norte.

Em termos de PIB per capita, a Irlanda é um dos países mais ricos da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e da União Europeia (UE). No entanto, o país está abaixo da média da OCDE em termos de PNB per capita. O PIB é significativamente maior que o PNB devido à grande quantidade de empresas multinacionais com sede na Irlanda.

Depois da crise de 2009, a Irlanda é o país que mais cresce em todo o continente europeu. Desde então, o país vem surpreendendo as expectativas e mostrando que está se saindo bem melhor que outros países do continente. Quando se trata de salário, a Irlanda possui a sexta maior média entre os países europeus. Algumas principais companhias de Internet do mundo possuem sua base na Irlanda. Alguns exemplos? Google, Facebook, Twitter, YouTube, Paypal, LinkedIn, entre outras. Gigantes de TI, como Microsoft, indústrias farmacêuticas e grandes instituições financeiras também entraram na mesma onda e construíram suas sedes na Ilha Esmeralda. Isso se deve às baixas taxas de impostos coorporativos pela qual essas multinacionais são submetidas no país.
Assim, a meta do governo irlandês é atrair ainda mais o investimento estrangeiro, além de estimular a abertura de empresas e start-ups por todo o país. Já pensou que seu intercâmbio em Dublin pode ser uma grande porta para você decolar na sua carreira profissional?